CentralAr.com quer faturar R$ 1 bilhão até 2020

E-commerce líder em vendas de ar-condicionado no Brasil alcançou 90% das metas em 2016, o que resultou no pagamento de bônus a todos os colaboradores

A CentralAr.com alcançou 90% das metas propostas no âmbito organizacional em 2016, o que resultou no pagamento de bônus a todos os seus colaboradores. Além disso, a empresa registrou um crescimento de 0,9% nas vendas e redução de 0,5% nos custos, após a implantação de um programa de excelência em gestão.

O plano unificou os conceitos, ferramentas e métodos da rotina, promovendo o trabalho em equipe e o esforço em uma só direção. Dessa forma, o departamento de gestão consegue ajudar e orientar cada colaborador nas atividades ligadas ao negócio, com avaliação constante do seu desempenho.

“A verificação da aderência dos colaboradores aos requisitos do programa também foi item primordial para o atingimento das metas propostas, pois possibilitou a identificação dos pontos críticos de forma rápida e a solução dos problemas de forma eficaz”, explica o gerente de gestão da empresa, Fernando Ferreira Barato.

Em função desse crescimento sustentável, a companhia já sonha faturar R$ 1 bilhão até 2020. “Temos a expectativa de retomada do mercado em relação a 2015, e de um consequente reflexo em nosso desempenho já em 2017”, diz o diretor executivo da CentralAr.com, Fernando de Castro da Silveira.

“Assim como todo o varejo, temos investido ainda mais em nossos pilares de atuação. Trabalhamos constantemente para proporcionarmos uma experiência de consumo cada vez maior, com excelência no pós-venda, preços competitivos, variedade em nossa loja virtual e um prazo de entrega competitivo”, salienta.

Atualmente, a empresa está posicionada entre os 15 maiores e-commerces em faturamento no Brasil, com R$ 300 milhões registrados em 2015, e possui 9% de market share no pulverizado mercado de venda de ar-condicionado brasileiro, com mais de 170 mil produtos comercializados ao ano e média mensal de um milhão de visitas ao site.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comentários

Adicionar comentário

Clique para comentar